Grupo Brasileiro realiza live para celebrar o Dia dos Rodoviários

Como acontece todo ano, no dia 25 de julho, quando se comemora o Dia do Rodoviário, o Grupo Brasileiro realizou celebração para homenagear os motoristas e cobradores que percorrem estradas e transportam pessoas através das empresas Rota, Cidade Sol, Brasileiro, Viametro e Cidade Real.

Este ano, a celebração ocorreu das 9h às 9h40min, durante live transmitida pelo canal do Grupo Brasileiro no Youtube, em virtude das medidas de isolamento social causadas pela pandemia da Covid-19.

A celebração, que aconteceu na sede da Rota Transportes, em Itabuna, foi conduzida pelo padre Acássio Alves, e contou com a participação do músico e advogado Tarso Soares, das cantoras Ana e Ana Júlia, da psicóloga Ivana Almeida e do assistente de marketing, Antonio Carvalho. Centenas de colaboradores acompanharam o evento e deixaram mensagens de fé e otimismo pelo retorno aos postos de trabalho.

A superintendente corporativa do Grupo Brasileiro, Kádma Soares, leu uma mensagem de agradecimento e esperança, em nome da diretoria, para os rodoviários e demais colaboradores, de forma especial, diante das adversidades que o setor de transportes enfrenta por causa da pandemia do novo coronavírus. As atividades nos transportes estão suspensas há 125 dias, o que tem causado enormes dificuldades às empresas e às famílias dos colaboradores.

“Nosso desejo é que cada um que faz parte do Grupo Brasileiro esteja bem de saúde, se protegendo das formas possíveis. É preciso fortalecer a nossa fé e ver a vida com esperança. Somos um grupo arrojado e como todos os brasileiros, a gente não desiste nunca. Precisamos ser resilientes”, disse a executiva.

Por sua vez, o padre Acássio Alves lembrou a história de São Cristóvão, padroeiro dos rodoviários, que apesar de suas posses, com a fé fez a sua busca e encontrou Jesus. “Transportar é comunicação, e hoje estamos privados dessa comunicação. Então, peçamos ao Senhor que continue abençoando aos motoristas, ao Grupo Brasileiro e a todos os profissionais que trabalham na organização”, disse.

O reverendo citou a Carta de São Paulo aos Coríntios, lida pelo Motorista Ualace Soares, que fala da esperança, para reforçar a certeza de que “sairemos vencedores e vamos fazer a colheita”. E enfatizou que “as pessoas haverão de ter saúde, inclusive no mundo do trabalho e no mundo corporativo. Toda crise tem que nos deixar melhores e a gente precisa acreditar no recomeço, como se fosse um novo ponto de partida na estrada da vida, com fé e esperança”, exortou.